terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Jogo do bicho fechado de novo

POLÍCIA
"A promessa foi cumprida. Em vários pontos de Fortaleza, as banquinhas do Jogo do Bicho ParaTodos voltaram a funcionar. Em resposta a ação ousada de mais de 200 cambistas, a Polícia Civil realizou uma operação, no final da tarde de ontem e a jogatina foi novamente encerrada. Na Avenida Gomes de Matos, no bairro Montese, policiais da Divisão Anti-Sequestro (DAS) da Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF) e oito inspetores do 3° Distrito Policial (DP) desarticularam o jogo no momento em que um motoqueiro recolhia o dinheiro apurado do dia.

Marcos Gomes, 45, Francisco de Assis Rodrigues, vulgo “Chico Beira Rio” e um homem identificado como “Vilela” foram detidos. Eles se apresentaram como sócios da empresa e foram levados para a sede na Avenida Tristão Gonçalves, 123, no Centro. Foram apreendidos R$ 2.500 na filial no Montese e na sede Central, onde a Polícia flagrou mais de 200 cambistas no estacionamento, que iriam entregar o dinheiro dos jogos do dia. Segundo a delegada Lindalva Lima, os sócios informaram que possuem 3% das ações do ParaTodos.
“O meu cliente não possui envolvimento com a retomada do Jogo do Bicho”, disse José Carlos Mororó, advogado da família Mororó, proprietária do grupo ParaTodos. Informou que desde que a empresa foi fechada durante a Operação da PF, que seu cliente não possui mais nenhum tipo de contato ou vínculo de negócios com homens que assumiram a sociedade.

De acordo com o Diretor do Departamento de Polícia Especializada (DPE) Jairo Pequeno, há um problema social, pois as pessoas não querem agir de acordo com a lei. Segundo o diretor do DPE, os cambistas alegaram que ficaram temerosos que pessoas de outros estados da federação assumissem a jogatina no Ceará e por isso decidiram retomar as atividades ilícitas. A força-tarefa contou também com a participação do Batalhão de Choque (BP Choque) e do delegado Andrade Júnior. Às 20 horas de ontem, ainda no estacionamento da empresa, os cambistas apresentaram seus nomes e endereços aos delegados e um grupo se dirigiu a delegacia para prestar esclarecimentos. O dinheiro que estava com os cambistas foi recolhido.

» Operação “Arca de Noé”. No dia 09 de outubro de 2008 cerca de 150 policiais dos Estados do Ceará, Paraíba, Rio Grande do Norte e Piauí cumpriram 13 mandados de prisão e 21 mandados de busca e apreensão. Foram apreendidos R$ 5 milhões que estavam em um cofre-forte. Dez pessoas foram presas, entre elas, o presidente do Paratodos, Francisco Mororó, 80 e o ex superintendente adjunto da Polícia Civil Francisco Carlos Crisóstomo, preso por porte ilegal de um fuzil AR-15."

Fonte:Texto reproduzido do Jornal O Estado

Nenhum comentário: