sábado, 21 de janeiro de 2012

Gigante chinesa apresenta máquinas e equipamentos para construção civil no Ceará

A Sany do Brasil, que pertence ao grupo da gigante chinesa SANY - companhia produtora de máquinas pesadas, tendo como principais produtos as máquinas de construção civil, pavimentação, escavação, reachstacker, guindastes, máquinas portuárias e de mineração - junto com a Ciprol - dealer para atendimento de linha amarela na região Nordeste - realizam uma apresentação exclusiva de alguns equipamentos (escavadeira SY215C e o rolo compactador SSRD120) para o público cearense . A demonstração de máquinas é a primeira no Nordeste. O evento, que também servirá para apresentar a Sany no Nordeste, acontece no próximo sábado, 21 de janeiro, a partir das 11h, na Rua Luís de Lima Alves S/N. Na ocasião será servido um coquetel especial e queremos contar com sua presença.

Segundo o gerente regiona da Sany Brasil, Anderson Verta, a região Nordeste está em foco pela sua tendência de crescimento no mercado brasileiro, que deve aumentar 18% suas vendas de máquinas e equipamentos utilizados no setor da construção e nas obras de infraestrutura, destacando que a região vai contar com grandes obras de construção civil, mineração, hidrelétrica e petroquímica, além, dos grandes eventos esportivos como Olimpíadas e Copa do Mundo. A linha amarela, dentro desse contexto, estima um alto crescimento em 2012.

Representantes da Sany do Brasil e da Ciprol vão estar no evento de apresentação.

A demonstração de máquinas é a primeira no Nordeste. O evento, que também servirá para apresentar a Sany no Nordeste, acontece no próximo sábado, 21 de janeiro, a partir das 11h, na Rua Luís de Lima Alves S/N.

Outros dados interessantes:
A Sany está investindo US$ 200 milhões na construção de uma fábrica, em Jacareí, interior de São Paulo. Com essa planta industrial, a Sany do Brasil sai da condição de importadora e passa a produzir máquinas em solo nacional. A expectativa é de que em 2014 a Sany do Brasil esteja com faturamente de R$ 2 bilhões, representando assim 16% do faturamento global da companhia asiática.

A escolha da empresa chinesa em querer o Ceará como ponto de apresentação, em si, já é um fato novo. Eles vêem o Ceará como ponto estratégico deste mercado.

O fortalecimento no mercado nacional surge da percepção de que o Brasil está em franco desenvolvimento na construção civil, levando em consideração três pilares importantes: Copa do Mundo, Olimpíadas e obras do PAC.

Com os produtos fabricados no Brasil cai também o tempo de espera pelas máquinas. Antes, quando importadas, levava até três meses para ser entregues.

Os representantes da Sany do Brasil e da Ciprol, representante e distribuidora da Sany no Nordeste, destacam a região pelo seu grande potencial de crescimento, que deve seguir a tendência do mercado brasileiro. Assim, vale ressaltar que a venda de máquinas pesadas deve ter um aumento de 18%, conforme indicadores do Estudo Sobratema do Mercado Brasileiro de Equipamentos para Construção".

Com informações compartilhadas pelo jornalista Daniel Negreiros.

Nenhum comentário: